domingo, 4 de setembro de 2016

Para Kátia Abreu o golpe foi fruto de uma conspiração

A senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) definiu a orquestração do processo de impeachment de Dilma Rousseff como "uma vingança de Eduardo Cunha aliada a uma conspiração". As declarações foram feitas em entrevista ao Jornal do Tocantins.

"Na minha avaliação, foi uma vingança do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que não obteve os votos para evitar o processo na Comissão de Ética, e ao mesmo tempo uma conspiração arquitetada por parte do PMDB e do PSDB. Foi uma disputa de poder, a custo de deixar o País em frangalhos", disse a parlamentar, uma das maiores defensoras de Dilma ao longo do processo, mesmo sendo do PMDB, partido de Michel Temer, que assumiu o poder

"A presidente Dilma enfrentou uma grande crise internacional, mais aliada a uma crise política violenta no Congresso, que não aprovava suas medidas fiscais. Esse era o plano e ainda tinham as pautas bombas, para cada vez mais desgastar a popularidade da presidente com a população e fortalecer a ideia do impeachment", diz a senadora.

Sobre a participação de Temer no processo, ela comenta: "No começo das articulações, Temer ficou um pouco constrangido, acanhado e acuado, mas quando viu que havia possibilidade de ocorrer o impeachment ele passou a integrar o projeto. Agora vamos ver no que vai dar".

- site Brasil 247

Nenhum comentário: